• QUEM SOMOS

    A Ordem da SantÍssima Trindade e dos Cativos foi fundada por São João de Matha, o qual teve esta inspiração enquanto celebrava a sua primeira missa no ano de 1193. Oitocentos anos depois, esta mesma inspiração e a sua obra continuam a nos interpelar! Os Frades Trinitarios são impelidos por um espírito apostólico que os fazem anunciadores da libertação aos mais pobres, aos abandonados e marginalizados, e sobretudo, àqueles cristãos em perigo de perder a fé, por causa de sua fidelidade ao Evangelho...

  • ESPIRITUALIDADE TRINITARIA

    A vida especialmente consagrada a Santíssima Trindade constitui, desde sua origem, um elemento essencial e característico do patrimônio da Ordem Trinitária. Desta consciência trinitária flui toda sua vida espiritual e litúrgica, religiosa, comunitária e apostólica, e sua permanente renovação...

  • ONDE ESTAMOS

    A Ordem da Santíssima Trindade, dividida em sete províncias religiosas, três vicariatos e duas delegações, está presente hoje na: Itália, Espanha, frança, Alemanha, Áustria, Estados Unidos, Canadá, México, Guatemala, Porto Rico, Colômbia, Brasil, Peru, Bolívia, Chile, Argentina, Índia, Madagascar, Polônia, Gabão, Congo e Coréia do Sul. A missão dos religiosos trinitários, espalhados pelo mundo, é garantir a assistência a aqueles que mais necessitam: aos pobres, vítimas das diferenças sociais; aos cristãos perseguidos, vítimas de intolerâncias...

TRINITÁRIOS EM JUERANA - BAHIA

Mais uma vez, e com muita satisfação, como ocorreram nos anos 2008 e 2009, os frades da Ordem da Santíssima Trindade foram a Juerana-BA para celebrar a festa do padroeiro São João de Matha. No dia 25 de janeiro de 2011, festa de São Paulo Apóstolo, padre frei Vicente de Paulo Dias Pereira, frei Clayton dos Santos, frei Ailton Antunes de Almeida e Cláudio Gomes Oliveira partiram da Domus Trinitatis de São Paulo para uma viagem de cerca de 1300 km, chegando a Juerana no dia 26.

Já em território baiano, antes da chegada em Juerana, os frades passaram por Teixeira de Freitas, sede da diocese, onde foram recebidos pelo bispo diocesano Dom Carlos Alberto com um merecido almoço depois de tão longa viagem.

Na entrada da cidade uma placa mostrava o clima das festividades: “Salve nosso padroeiro São João de Matha”. Ao lado da comunidade São João de Matha, uma grande faixa dava as boas vindas e saudava a toda família trinitária.

Já no dia 27/01 dá-se início à novena do padroeiro que se prolonga até o dia 04/02, cada dia com um tema bíblico e uma equipe responsável. Durante estes dias às 07:00 h rezávamos o Santo Triságio junto com a comunidade na igreja e às 19:00 h celebrávamos a Santa Missa.

O dia da festa de São João de Matha foi antecipado para o dia 06/02 (domingo) para dar oportunidade a mais pessoas de participarem, já que no calendário de Juerana a festa se celebra no dia 08/02 (terça-feira) – lembrando que em Juerana a festa de São João de Matha é celebrada na antiga data da festa e não no dia 17/12, como prescreve o atual calendário eclesiástico.

Em todos os dias da novena houve grande participação de jovens, adultos e crianças que acorriam à Igreja com muita devoção e fervor.


Durante os dias da novena os frades trinitários visitaram as famílias, em especial os idosos e doentes, e transmitiram todo o amor de Jesus Cristo e de Maria, Mãe do Bom Remédio. Para essa missão ajudaram os jovens da comunidade caminhando conosco, levando-nos até as casas. Nessas visitas rezamos pelas famílias, pelos doentes e convidamos a todos para participarem da novena conosco.

No dia 30/01, o padre frei Vicente de Paulo celebrou a missa na comunidade Nossa Senhora Aparecida no bairro de Taquari; uma comunidade, a propósito, muito organizada que tem à sua frente uma jovem chamada Diana, exemplo de empenho nos trabalhos da Igreja. Neste mesmo dia houve celebração, também, na comunidade São Benedito.

Chegado o tão esperado dia da festa, já havíamos percebido o grande amor e devoção de todos para com São João de Matha. A Igreja estava lotada, a missa foi celebrada por Dom Carlos Alberto, bispo diocesano, que na sua homilia estimulou os jovens à vocação sacerdotal e religiosa bem como à vocação matrimonial. Logo após a missa ocorreu a procissão pelas ruas da cidade.

O carinho e a atenção que fomos recebidos não poderiam ser explanados nestas linhas. Toda a comunidade se empenhou ao máximo para receber os frades trinitários. Cuidaram dos menores detalhes, demonstrando assim o grande amor para com seu padroeiro (e nosso Fundador) São João de Matha.





Assista a peça: O Auto de São João de Matha encenada pelos jovens de Juerana.