• QUEM SOMOS

    A Ordem da SantÍssima Trindade e dos Cativos foi fundada por São João de Matha, o qual teve esta inspiração enquanto celebrava a sua primeira missa no ano de 1193. Oitocentos anos depois, esta mesma inspiração e a sua obra continuam a nos interpelar! Os Frades Trinitarios são impelidos por um espírito apostólico que os fazem anunciadores da libertação aos mais pobres, aos abandonados e marginalizados, e sobretudo, àqueles cristãos em perigo de perder a fé, por causa de sua fidelidade ao Evangelho...

  • ESPIRITUALIDADE TRINITARIA

    A vida especialmente consagrada a Santíssima Trindade constitui, desde sua origem, um elemento essencial e característico do patrimônio da Ordem Trinitária. Desta consciência trinitária flui toda sua vida espiritual e litúrgica, religiosa, comunitária e apostólica, e sua permanente renovação...

  • ONDE ESTAMOS

    A Ordem da Santíssima Trindade, dividida em sete províncias religiosas, três vicariatos e duas delegações, está presente hoje na: Itália, Espanha, frança, Alemanha, Áustria, Estados Unidos, Canadá, México, Guatemala, Porto Rico, Colômbia, Brasil, Peru, Bolívia, Chile, Argentina, Índia, Madagascar, Polônia, Gabão, Congo e Coréia do Sul. A missão dos religiosos trinitários, espalhados pelo mundo, é garantir a assistência a aqueles que mais necessitam: aos pobres, vítimas das diferenças sociais; aos cristãos perseguidos, vítimas de intolerâncias...

SANTÍSSIMO NOME DE MARIA

(12 de Setembro)

SANTÍSSIMO NOME DE MARIA


A celebração do Santíssimo Nome de Maria é uma das devoções marianas da Ordem da Santíssima Trindade. Introduzida nas Províncias Trinitárias Espanholas pelo Santo Trinitário Simão de Rojas no século XVI, imediatamente espalhou-se por toda Ordem a partir de 1622 com missa e ofício próprio. Introduzida e mantida na tradição da Ordem, esta celebração foi sempre confirmada nas reformas litúrgicas, tendo sua última revisão no ano de 1973.

TRÍDUO AO SANTÍSSIMO NOME DE MARIA

Ó Virgem santíssima, nas tempestades que nos ameaçam a todo instante durante a nossa viagem neste mar do mundo, a quem recorreremos se não ao vosso Nome santíssimo, que significa Estrela do mar? Por vós, ó Maria, foram convertidos os pecadores mais endurecidos, foram dispersas todas as heresias, foram derrotados todos os inimigos da Igreja.

Por vós, as pessoas, as famílias, as nações foram libertadas e várias vezes  também preservadas das mais graves calamidades. Ó Maria, que esteja sempre firme a nossa confiança nesta vossa mediação tão poderosa, para que, em todas as nossas necessidades, possamos experimentar sempre a alegria de chamar-vos socorro dos indigentes, defesa dos perseguidos, saúde dos enfermos, consoladora dos aflitos, refúgio dos pecadores, perseverança dos justos, remédio dos cristãos.

Ó Nome dulcíssimo de Maria, estejais sempre em nossos lábios e em nossos corações: jamais nos cansaremos de invocar-vos, de bendizer-vos, de louvar-vos. E, a fim de que, ó Maria, possamos sentir em nós toda a eficácia do vosso Nome suave, fazei que nunca percamos de vista os exemplos da vossa vida. Seguindo-vos, não desviaremos, confiando em vós, não desanimaremos, pensando em vós, não erraremos, e purificados de todas as nossas culpas pela vossa materna intercessão, seremos acolhidos, depois da nossa morte, pelo vosso dileto Filho na santa habitação do paraíso. Amém.

   Pai Nosso... Ave Maria... Glória ao Pai...

V. Bendito seja o Nome de Maria.
R. Agora e para sempre.

Oremos: 
Vosso Filho, ó Deus, expirando no altar da cruz, quis dar-nos como mãe nossa a Mãe que para si ele escolhera; confiando-nos à sua protecão, concedei que sejamos confortados ao invocá-la como mãe. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

V. Sit nomen Mariae benedictum.
R. Ex hoc nunc, et usque in saeculum.